Na última semana (4), o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) e a Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDS) formalizaram os primeiros atos de parceria que visa atender às famílias de baixa renda do Distrito Federal (DF).

A ação é fruto da Portaria de Conjunta 01, de 4 de abril do corrente ano, através da qual o Comandante - Geral da corporação, Coronel Carlos Emilson Ferreira dos Santos e o Secretário de Desenvolvimento Social, Eduardo Zaratz, instituíram ações unificadas de atendimento às famílias favorecidas pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC), para inscrição e/ou atualização do Cadastro Único, do Governo Federal.

Tal empreitada teve início com uma série de capacitações, ainda em andamento, de sessenta militares do CBMDF, os quais auxiliarão à SEDS na atualização cadastral de cerca de 23.100 (vinte e três mil e cem) famílias do DF junto ao cadastro governamental.

As capacitações ministradas pelos servidores da SEDS foram oficialmente abertas com a presença do Sr. Secretário Alexandre Zaratz, o qual enalteceu a parceria e explicou aos presentes acerca de sua importância no contexto social atual do DF.

A formação conta com atividades práticas, nas quais os militares do CBMDF realizam treinamento com os profissionais dos Centros de Referências de Assistência Social (CRAS) das diversas Regiões Administrativas do DF.

Na próxima semana, os bombeiros militares capacitados serão distribuídos em quartéis localizados em Taguatinga, Ceilândia, Águas Claras, Santa Maria, Recanto das Emas, Riacho Fundo, Núcleo Bandeirante, Candangolândia, SIA, Guará, Brazlândia, Gama, Asa Sul, Planaltina, Sobradinho, São Sebastião, Paranoá, Samambaia e Sudoeste. Ao todo, serão 19 (dezenove) grupamentos do CBMDF envolvidas diretamente no atendimento ao público-alvo em parceria com unidades da SEDS.

Além de representar um grande incremento às ações sociais empreendidas pelo CBMDF e pela SEDS, a iniciativa visa garantir que as famílias de baixa renda do DF tenham seus cadastros devidamente atualizados e permaneçam recebendo os benefícios de prestação continuada (BPC) e/ou do Programa Bolsa Família (PBF) a que fazem jus.