31 de maio – Dia mundial contra o tabaco

O tabagismo é uma doença crônica causada pela dependência à nicotina presente nos produtos à base de tabaco. De acordo com a Revisão da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID-10), o tabagismo integra o grupo de transtornos mentais e comportamentais em razão do uso de substância psicoativa (INCA, 2020). 

Considerado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como a maior causa de morte possível de ser evitada, o tabagismo é um problema de saúde pública e social que preocupa, de forma crescente, os diversos segmentos da sociedade, sendo o maior agente causador de morte prematura da história. 

O tabaco mata mais de 8 milhões de pessoas por ano. Sendo que, mais de 7 milhões dessas mortes são resultado do uso direto do tabaco, enquanto cerca de 1,2 milhão são resultado de não-fumantes expostos ao fumo passivo (OMS, 2019). 

Dessa forma, pode-se afirmar que o tabagismo, assim como o coronavírus, é considerado uma enfermidade epidêmica amplamente disseminada, tendo em vista os números de mortes. Além disso, o tabagismo tem papel de destaque no agravamento da crise do coronavírus, já que pode ser considerado um fator de risco para as formas mais graves da Covid-19. 

Segundo o INCA (2020), fumantes são mais vulneráveis à infecção pelo novo coronavírus, pois o ato de fumar proporciona constante contato dos dedos com os lábios, aumentando a possibilidade da transmissão do vírus para a boca. Além disso, o tabaco causa diferentes tipos de inflamação, principalmente pulmonares, e prejudica os mecanismos de defesa do organismo. Por esses motivos, os fumantes têm maior risco de infecções por vírus, bactérias e fungos. 

Diante da complexidade do problema que afeta parte dos militares da Corporação e seus dependentes, o CEABM por meio da Seção de Assistência à Saúde Mental e Ocupacional-SASMO, disponibiliza atendimento ambulatorial individualizado com especialistas nas áreas de psicologia, serviço social e psiquiatria com vistas ao enfrentamento da questão. Além disso, são formados, ao longo do ano, grupos de apoio e intervenção para acompanhamento e orientação aos tabagistas, com encontros semanais nas instalações do próprio CEABM. Porém, os encontros estão suspensos devido a restrição de atividades em grupos a fim de evitar a possível contaminação ou a propagação do coronavírus.  

Contato da Secretaria do Centro de Assistência Bombeiro Militar- Telefone: 3901-3630. 

English Português Español
Skip to content