CBMDF, por meio da A3P, doa 843 kg de reciclado para ONG do Varjão

A restauração dos ecossistemas é o tema proposto pela ONU (Organização das Nações Unidas) para reflexão no “Dia Mundial do Meio Ambiente” em 2021. A data, 5 de junho, foi instituída pela organização em 1972, quando era realizado um dos eventos mais importantes do mundo sobre o assunto, em Estolcomo, e desde então é celebrada ao redor do mundo.

A restauração de ecossistemas diz respeito à busca por condições que propiciem o reequilíbrio da natureza e a melhor qualidade de vida. Se todos fizerem esforços, ainda que pequenos esforços, poderemos reverter parte dos impactos causados ao meio ambiente em decorrência dos excessos e do consumo humano sem responsabilidade ambiental.

De acordo com a ONU, “o ser humano, vivendo sua natureza de ser social, usa, modifica, constrói e, infelizmente, destrói seu próprio ambiente. Por isso, ao se cuidar dos ecossistemas, protegendo e restaurando a natureza, resgata-se e garante-se seus serviços essenciais, como a produção de água, a estabilidade climática, a fertilidade do solo e a riqueza da biodiversidade, elementos indispensáveis à sobrevivência dos povos”.

A Comissão da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) do CBMDF tem elevado a cada dia o nível de responsabilidade ambiental no ambiente institucional. Nessa data, iremos celebrar o dia Mundial do Meio Ambiente com a doação de 843 kg de materiais recicláveis para a Central de Reciclagem do Varjão.

Todo o material doado foi resultado de um amplo esforço de militares da corporação e colaboradores da empresa prestadora de serviços gerais, com insumos recolhidos de lixeira em lixeira, de seção em seção. Separar o lixo de forma correta gera resultados positivos no aspecto ambiental, social e econômico. Um mundo sustentável é possível.

English Português Español
Skip to content